Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • -0,28%

    80.962,65

  • 19/01/2018 00h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 0,23%

    R$ 3,21

  • 19/01/2018 00h00
    UOL

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 12,68%

    R$ 58,46

  • 19/01/2018 00h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 1,94%

    R$ 1,8515/L

  • 19/01/2018 00h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 1,03%

    R$ 1,9476/L

  • 19/01/2018 00h00
    CEPEA

Depois de reunião, aumento da mistura parece mais próximo

 

A grande questão para o setor sucroenergético no momento é o aumento da mistura de etanol anidro na gasolina, saindo dos atuais 25% para 27,5%. O assunto vem sendo estudado pelo governo, que não deu seu veredito final. Mas, nesta quarta-feira, 11 de junho, o que estava previsto, se confirmou.

Em reunião do ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, com representantes do setor, da Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores e dos Ministério das Minas e Energia e da Indústria e do Comércio, o aumento parece ter sido encaminhado. “Tenho a impressão de que medidas serão tomadas em benefício do setor”, disse Elizabeth Farina, presidente da Unica – União da Indústria de Cana-de-Açúcar, que esteve presente no encontro.

Antes, porém, o governo quer que seja feita uma pesquisa pelo Inmetro e pelo Centro de Pesquisa da Petrobras, para ter certeza que a adição de etanol à gasolina não será prejudicial ao motor dos carros.

Informações dão conta que o Planalto quer, também, aplicar o dinheiro do Inovar Auto para que sejam realizadas outras pesquisas que levem ao aumento da eficiência energética dos carros flex.

Fonte: Portal Jornal Cana - André Ricci - 12/06/2014