Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • 83.081,88

  • 21/05/2018 10h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 0,87%

    R$ 3,707

  • 21/05/2018 10h00
    UOL

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 2,72%

    R$ 53,61

  • 21/05/2018 10h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 6,76%

    R$ 1,6210/L

  • 21/05/2018 10h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 5,48%

    R$ 1,7421/L

  • 21/05/2018 10h00
    CEPEA

Dólar tem leve alta sobre real à espera de impeachment

 

O dólar tinha leve alta ante o real no início dos negócios desta quarta-feira, sessão marcada pela votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado e com a volta do Banco Central ao mercado de câmbio após a divisa cair abaixo de 3,50 reais na véspera.

Às 9h09, o dólar avançava 0,06%, a 3,4687 reais na venda, após cair 1,65% na véspera e fechar a 3,4666 reais. O dólar futuro operava com queda de 0,30%.

O BC realiza nesta manhã oferta de até 20 mil contratos de swap cambial reverso, equivalente a compra futura de dólares, após ficar de fora do mercado por cinco sessões seguidas.

Para muitos operadores, o BC tem buscado defender o piso de 3,50 reais para a cotação do dólar, de forma a ajudar as exportações e as contas externas do país.

No campo político, a sessão é marcada pela votação histórica no Senado do impeachment da presidente Dilma, que pode levar a seu afastamento temporário, com o vice Michel Temer assumindo o posto.

Na véspera, a Advocacia-Geral da União (AGU) entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo uma liminar que suspenda o processo de impeachment.

O STF tem sessão marcada para às 14:00 desta quarta-feira, quando provavelmente o Senado já estará discutindo o processo.

No exterior, o dólar caía em relação a uma cesta de moedas , mas ganhava terreno frente a moedas de alguns países emergentes como México e África do Sul.

 

Fonte: Exame