Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • +1,28%

    73.437,28

  • 18/11/2017 22h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 0,56%

    R$ 3,261

  • 18/11/2017 22h00
    UOL

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 12,99%

    R$ 65,40

  • 18/11/2017 22h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 3,21%

    R$ 1,6769/L

  • 18/11/2017 22h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 2,69%

    R$ 1,8286/L

  • 18/11/2017 22h00
    CEPEA

Economia mundial crescerá 3,1% em 2014, diz pesquisa

 

Nova York - A economia da China deve crescer em um ritmo mais lento em 2014, uma vez que continua a transição para um modelo de crescimento mais equilibrado, prevê um estudo do The Conference Board.

O levantamento indica que mesmo com a desaceleração chinesa, a economia mundial deve se recuperar modestamente no próximo ano, sustentada pelas recuperação de economias como os Estados Unidos e a Europa. Em 2014, a economia mundial deve crescer 3,1%, frente a um crescimento "decepcionante" em 2013 de 2,8%, revela o estudo.

A pesquisa do Conference Board revela que o aumento da atividade econômica da zona do euro é o principal fator por trás da melhora do cenário mundial para o próximo ano, já que a região parece estar emergindo da recessão dos últimos dois anos. O levantamento espera que a zona do euro cresça 0,8% em 2014, depois de cair 0,3% em 2013.

Os Estados Unidos aparecem como o segundo maior contribuinte para a recuperação modesta da economia mundial em 2014. O estudo espera que o crescimento norte-americano chegue a 2,3% no ano que vem, depois de subir 1,6% em 2013.

Os economistas do Conference Board acreditam que para que as projeções para Europa e Estados unidos sejam confirmadas, é preciso que ambas as regiões melhores as suas políticas de governo.

A pesquisa indicou que a paralisação do governo federal dos Estados Unidos e a recessão na Europa foram determinantes para que o crescimento da economia mundial em 2013 ficasse abaixo das expectativas.

A pesquisa sobre as perspectivas mundiais sinalizam que a China deve crescer 7% em 2014, comparado a crescimento de 7,5% neste ano. Se a projeção para 2014 se confirmar, será o menor crescimento chinês em mais de uma década.

Fonte: Dow Jones Newswires /