Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • +0,04%

    76.004,15

  • 21/09/2017 00h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 0,21%

    R$ 3,129

  • 21/09/2017 00h00
    UOL

AÇÚCAR INTERNACIONAL

  • Variação

    Valor

  • 2.30%

    14.70 USd/lb.

  • 21/09/2017 00h00
    Bloomberg

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 0,61%

    R$ 52,65

  • 21/09/2017 00h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 0,55%

    R$ 1,4355/L

  • 21/09/2017 00h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 1,97%

    R$ 1,5837/L

  • 21/09/2017 00h00
    CEPEA

Focus mantém previsão para câmbio no fim de 2015 em R$ 3,20

 

Brasília - O Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 25, pelo Banco Central, mostrou que o mercado financeiro não fez qualquer alteração para o cenário de dólar deste ano e do próximo ano.

A cotação final de 2016, por exemplo, seguiu em R$ 3,30 pela sétima semana seguida.

A mediana das estimativas para o câmbio no encerramento de 2015 continuou em R$ 3,20 pela quarta vez na edição da Focus.

Com todas as estimativas congeladas, também não houve alterações nas taxas médias. Para este ano, permaneceu em R$ 3,07 - um mês atrás estava em R$ 3,11 - e para o ano que vem, em R$ 3,25 - um mês antes, a mediana estava em R$ 3,23.

Superávit comercial

De acordo com BC, as projeções do mercado financeiro para a balança comercial do ano que vem, foram revisadas para cima. A mediana das estimativas passou de US$ 9,45 bilhões para US$ 10 bilhões - um mês antes estava em US$ 9,95 bilhões.

Já para 2015, a mediana das previsões para o saldo comercial ficou inalterada em US$ 3,0 bilhões - um mês antes essa previsão estava em US$ 4,17 bilhões.

No caso das previsões para a conta corrente, o mercado financeiro espera agora um déficit de US$ 83,80 bilhões, ante US$ 82,40 bilhões na semana anterior.

Quatro semanas atrás, a projeção era de déficit de US$ 78 bilhões. Já para 2016, a perspectiva de saldo negativo foi ampliada de US$ 75 bilhões para US$ 76 bilhões. Há um mês, estava em US$ 71,30 bilhões.

Os analistas consultados semanalmente pelo BC estimam que o ingresso de investimentos para o setor produtivo será insuficiente para cobrir esse resultado deficitário em 2015 e também no ano que vem. De qualquer forma, estão mais otimistas com a atratividade do Brasil em captar recursos.

A mediana das previsões para o novo Investimento Direto no País (IDP) passou de US$ 61 bilhões para US$ 65,50 bilhões em 2015 e de US$ 64 bilhões para US$ 65 bilhões em 2016.

Quatro semanas atrás, o documento mostrava perspectiva de entradas no valor de US$ 57 bilhões e US$ 60 bilhões, respectivamente.

Fonte: Célia Froufe, do Estadão Conteúdo