Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • -0,28%

    80.962,65

  • 19/01/2018 00h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 0,23%

    R$ 3,21

  • 19/01/2018 00h00
    UOL

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 12,68%

    R$ 58,46

  • 19/01/2018 00h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 1,94%

    R$ 1,8515/L

  • 19/01/2018 00h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 1,03%

    R$ 1,9476/L

  • 19/01/2018 00h00
    CEPEA

Governo pode fazer racionalização se for preciso, diz Braga

 

Brasília - O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse nesta segunda-feira, 09, que o governo tem buscado alternativas para o abastecimento de eletricidade no país, na chamada "ponta de carga", mas, questionado por jornalistas, admitiu que o governo não terá "nenhum problema" em adotar uma medida como a racionalização no uso de energia.

"Não queremos falta de energia, mas, se houver necessidade, não teremos nenhum problema em adotar a medida", disse Braga, ao ser perguntado sobre a possível racionalização.

Braga deixou esta tarde o Ministério de Minas e Energia para participar da 16ª reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial (CNDI), no Palácio do Planalto.

De acordo com o ministro, o governo tem trabalhado para ter alternativas de abastecimento nas regiões de consumo mais intensivo de eletricidade, como o Sudeste e o Centro-Oeste.

Segundo ele, entre essas alternativas está levar mais energia do Norte, Nordeste e Sul para as demais regiões.

Braga repetiu que será realizada na próxima quinta-feira, 12, uma reunião para decidir sobre a prorrogação ou não do horário de verão, por mais 30 dias.

O horário diferenciado está previsto para acabar em 22 de fevereiro. "Estudamos todas as possibilidades", completou.

Fonte: Eduardo Rodrigues, do Estadão Conteúdo