Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • -0,62%

    75.531,06

  • 21/09/2017 14h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 0,18%

    R$ 3,135

  • 21/09/2017 14h00
    UOL

AÇÚCAR INTERNACIONAL

  • Variação

    Valor

  • 0.14%

    14.68 USd/lb.

  • 21/09/2017 14h00
    Bloomberg

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 0,61%

    R$ 52,65

  • 21/09/2017 14h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 0,55%

    R$ 1,4355/L

  • 21/09/2017 14h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 1,97%

    R$ 1,5837/L

  • 21/09/2017 14h00
    CEPEA

País pode adiar alta do salário mínimo para reduzir déficit

 

Brasília- O Brasil está avaliando adiar aumentos do salário mínimo no próximo ano para aliviar a pressão sobre as contas públicas mesmo que a medida seja impopular e exija uma mudança na legislação, disseram três fontes com conhecimento das discussões na terça-feira.

A equipe econômica da presidente Dilma Rousseff está analisando uma proposta para adiar por vários meses o reajuste do salário mínimo em janeiro, que somaria 40 bilhões de reais em gastos extras no próximo ano, disse à Reuters um assessor da presidente.

Atualmente a lei determina que o governo eleve o salário mínimo a cada ano em janeiro, corrigindo-o pela inflação do ano passado e pelo crescimento econômico dos dois anos antecedentes.

Mas adiar o reajuste teria um alto custo político para Dilma, que enfrenta baixa popularidade, disseram o assessor e outra autoridade a par do assunto. "É muito difícil e não acredito que irá para frente", disse a segunda fonte, que pediu anonimato.

Fonte: Exame