Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • +1,28%

    73.437,28

  • 18/11/2017 22h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 0,56%

    R$ 3,261

  • 18/11/2017 22h00
    UOL

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 12,99%

    R$ 65,40

  • 18/11/2017 22h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 3,21%

    R$ 1,6769/L

  • 18/11/2017 22h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 2,69%

    R$ 1,8286/L

  • 18/11/2017 22h00
    CEPEA

Peugeot-Citroën: Mais uma montadora aprimora tecnologia Flex-Fuel

 

Motor EB PureTech bicombustível

A tecnologia empregada no motor bicombustível desde seu lançamento no Brasil, em 2003, continua despertando interesse entre as principais montadoras do mundo. A empresa da vez, que pretende adotar a tecnologia em seu novo motor de três cilindros, o EB PureTech, é a francesa PSA, que engloba as marcas Peugeot e Citroën.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O anúncio, feito no final de outubro, na França, durante inauguração da linha de produção do EB, prevê a produção a partir de 2015 da versão Flex Fuel na fábrica brasileira da empresa, em Porto Real (RJ). A ação visa ampliar os níveis de nacionalização da companhia e melhorar a eficiência energética dos carros, condições necessárias para atingir as metas do Inovar-Auto, o programa de inovação para o mercado automobilístico lançado pelo Governo Federal, que tem o objetivo de incentivar a produção de veículos com tecnologias mais avançadas e com menor consumo de combustível.

Para o consultor em Tecnologia e Emissões da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Alfred Szwarc, a mudança do motor de quatro para três cilindros, que até pouco tempo era considerada uma heresia pelo meio técnico, está se tornando um novo padrão internacional. Ele acrescenta que com a incorporação da tecnologia Flex, o consumidor e o meio ambiente passam a ganhar ainda mais, o que é excelente para o mercado.

“Resolvido o problema de equilíbrio da combustão e eliminação de vibrações, o motor de três cilindros com turbo é uma opção interessante ao motor convencional, possibilitando um melhor desempenho com menos combustível e emissões reduzidas. Resta esperar que a PSA avance na inovação, otimizando o motor para que a eficiência energética do etanol melhore em relação à gasolina,” afirmou o especialista da UNICA.

Ainda segundo Szwarc, o desafio para as montadoras agora é criar mecanismos que diminuam a atual diferença na economia de consumo entre o etanol e a gasolina, dos atuais 70% para 80%, o que seria um feito memorável para o mercado.

Novo Citroën C3

Já para o setor sucroenergético, Szwarc salienta a necessidade de uma retomada na expansão da produção do etanol no Brasil, já que está claro que as montadoras devem continuar a apostar no Flex. “Essas tecnologias podem impactar positivamente o consumo do biocombustível de cana, mas é fundamental que existam políticas públicas  que garantam a competitividade do etanol,” explicou.
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre o EB PureTech

O novo motor turbinado da Peugeot Citroën cumpre os limites estabelecidos pela legislação européia, com uma redução média de 18% no consumo comparado aos propulsores dos demais veículos do grupo, emitindo 102 a 110 gramas de gás carbônico (CO2) por quilômetro rodado. A potência varia de 110 a 130 cavalos e deve equipar, a partir de março de 2014, o modelo Citroën C4 e o novo Peugeot 308 produzidos e vendidos nos mercados europeus. Em julho, o sistema será integrado ao Peugeot 208 e Citroën C3.

Novo Peugeot 208Em nota, o Grupo PSA informou ter investido em torno de 3 bilhões de reais nos motores compactos. Desse total, aproximadamente 400 milhões foram direcionados para a linha de produção da fábrica de motores localizada em Douvrin, no norte da França, que terá capacidade para produzir até 320 mil unidades/ano do EB PureTech. O empreendimento é uma parceria entre a PSA e a também francesa Renault.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Unica - União da Indústria de Cana de Açúcar