Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • +0,04%

    76.004,15

  • 21/09/2017 00h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 0,21%

    R$ 3,129

  • 21/09/2017 00h00
    UOL

AÇÚCAR INTERNACIONAL

  • Variação

    Valor

  • 2.30%

    14.70 USd/lb.

  • 21/09/2017 00h00
    Bloomberg

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 0,61%

    R$ 52,65

  • 21/09/2017 00h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 0,55%

    R$ 1,4355/L

  • 21/09/2017 00h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 1,97%

    R$ 1,5837/L

  • 21/09/2017 00h00
    CEPEA

Termelétricas a biomassa apresentam 25 projetos para Leilão A-5

 

Após alterar a data, o Ministério de Minas e Energia confirmou a realização do Leilão de Compra de Energia Elétrica proveniente de novos empreendimentos de geração, o Leilão A-5 2014, para 28 de novembro. O início do fornecimento ocorrerá em 2019, conforme publicado no Diário Oficial. As alterações ocorreram pela conclusão de licenciamento prévio de usinas hidrelétricas e pelo interesse do setor eólico em fornecer energia elétrica a partir de 2019.

Os empreendimentos, segundo a EPE – Empresa de Pesquisa Energética, somam 50,9 mil MW de capacidade instalada, dos 1041 projetos apresentados. A presença do setor de biomassa é discreta, com 25 projetos ligados ao setor de termelétricas a biomassa, representando 2,4% do total. Estes somam oferta de 1662 MW, apenas 3,26% do montante ofertado.

As usinas termelétricas a gás natural e usinas eólicas foram as que mais apresentaram projetos e representam 70% dos empreendimentos cadastrados. Para o presidente EPE, Maurício Tolmasquim, este Leilão demonstra o elevado potencial energético do país. “Eu não tenho conhecimento de nenhum leilão de energia no mundo que tenha atraído tantos projetos. Isso confirma a atratividade desse tipo de leilão para o investidor privado”, afima Tolmasquim.epemme

Fonte: Jornal Cana