Sermasa Equipamentos Industriais

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
Carregando

COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • 15/07/2021 08h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 15/07/2021 08h00
    Yahoo

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 1,74%

    R$ 115,55

  • 15/07/2021 08h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 3,16%

    R$ 2,9235/L

  • 15/07/2021 08h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 2,79%

    R$ 3,3373/L

  • 15/07/2021 08h00
    CEPEA

Comércio deve crescer 5% em dezembro com 13º salário e Natal em São Paulo, aponta Fecomercio

 

 
 
 
 

Segundo a instituição, R$ 34 bilhões vão ser injetados na economia do Estado com a parcela extra de salário, dos quais R$ 9,5 bilhões devem ser destinados às compras de final de ano

 

O varejo espera crescer 5% em dezembro com o 13º salário nas compras de Natal. A projeção da Fecomercio-SP leva em conta a liberação das atividades econômicas na pandemia da Covid-19 e a expectativa de uma injeção maior de recursos, explica o assessor econômico da entidade, Guilherme Dietze. “Levando em consideração da injeção do 13º salário, que deve ter um aumento de 54%, em torno de R$ 34 bilhões para a economia do Estado de São Paulo, sendo que desse montante, R$ 9,5 bilhões devem ser destinados às compras. Então, temos um volume maior de pessoas que ingressaram no mercado de trabalho ao longo desse ano, emprego formal, então, mesmo de forma de proporcional vão receber o 13º salário, que acaba sendo combustível importante para gerar crescimento de vendas no final do ano”, afirma. O vestuário deve ter o melhor desempenho, com alta de 28% sobre o ano passado. Mas a Fecomercio-SP avalia que a maioria dos brasileiros irá utilizar a parcela extra de salário para pagar dívidas, ajustar orçamento e até poupar diante do atual cenário econômico desafiador, sem expectativas de mudanças a curto prazo.

Fonte: Jovem Pan