Sermasa Equipamentos Industriais

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
Carregando

COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • +1.207,04 (+1,14%)

  • 21/11/2019 17h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • -0,0045 (-0,1073%)

  • 21/11/2019 17h00
    Yahoo

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 0,84%

    R$ 65,76

  • 21/11/2019 17h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 0,21%

    R$ 1,8784/L

  • 21/11/2019 17h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 0,11%

    R$ 2,0855/L

  • 21/11/2019 17h00
    CEPEA

Dólar opera em alta e vai a R$ 3,93 com votação da Previdência na CCJ adiada para próxima semana

 

   

 

dolar opera em alta e vai para 3,93 O dólar opera em alta nesta quarta-feira (17), em meio às incertezas sobre o andamento da reforma da Previdência, após a votação de parecer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) ser adiado para a semana que vem por falta de acordo.

Às 13h19, a moeda norte-americana subia 0,84%, vendida a R$ 3,9346. Na máxima do dia até o momento, bateu R$ 3,9471.

Cabe à CCJ analisar se a proposta do governo Bolsonaro está de acordo com a Constituição. Se a chamada admissibilidade for aprovada, a reforma seguirá para uma comissão especial, responsável por analisar o mérito (conteúdo) do texto.

No cenário externo, investidores estão de olho em dados positivos da China que ajudavam a amenizar temores de desaceleração econômica.

No dia anterior, a moeda norte-americana terminou o dia vendida a R$ 3,9017, com alta de 0,86%. Na máxima do dia, chegou a R$ 3,9077.

A falta de clareza sobre o caminho para a reforma da Previdência levou o J.P. Morgan a revisar recentemente para cima a projeção para o dólar ao fim do segundo trimestre, a R$ 3,80, segundo a Reuters.

Na véspera, o BofA Merrill Lynch divulgou pesquisa mostrando que a maioria dos gestores agora vislumbra uma economia de R$ 500 bilhões como um resultado positivo da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Previdência, contra R$ 700 bilhões no mês passado.

O Banco Central vendeu o lote integral de 5.350 contratos de swap cambial tradicional ofertados nesta quarta-feira em operação de rolagem do vencimento maio. Em 13 leilões neste mês, o BC já vendeu R$ 3,478 bilhões nesses contratos. O lote a expirar em 2 de maio é de US$ 5,343 bilhões.


Fonte: G1