Sermasa Equipamentos Industriais

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
Carregando

COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • +1.207,04 (+1,14%)

  • 21/11/2019 17h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • -0,0045 (-0,1073%)

  • 21/11/2019 17h00
    Yahoo

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 0,84%

    R$ 65,76

  • 21/11/2019 17h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 0,21%

    R$ 1,8784/L

  • 21/11/2019 17h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 0,11%

    R$ 2,0855/L

  • 21/11/2019 17h00
    CEPEA

Em média, 30% do faturamento de empresas vem do comércio digital, diz Boa Vista

 

Em média, 30% do faturamento de empresas vem do comercio digital, diz boa vista
 
Em média, 30% do faturamento das empresas do País vem do comércio digital, aponta pesquisa da Boa Vista com 430 empresários do comércio, indústria e serviços. Para a maior parte dos negócios (45%), contudo, o faturamento por meio do e-commerce representa bem menos: até 10% das receitas.
 
Para 16% das empresas, as receitas com os negócios online representam de 10% a 30% do faturamento total. Em 11% dos estabelecimentos, essa participação é de 30% a 50%. Para ouros 15%, equivalem a 50% a 75% do faturamento. Apenas 11% das empresas obtém mais de 75% do seu faturamento por meio do comércio eletrônico.
 
 
Do total de empresários entrevistados, 26% disseram que têm um site de vendas próprio e outros 66% afirmaram que possuem contas em redes sociais para ajudar a impulsionar as vendas dos seus negócios. Sobre os negócios que realizam na internet, 47% disseram que realizam vendas propriamente. Outros 37% afirmaram que tanto compram, quanto vendem mercadorias, e 16% afirmaram usar as plataformas digitais para comprar insumos e matérias-primas.
 
A pesquisa realizada pela Boa Vista entrevistou os empresários entre agosto e setembro de 2019, com amostragem para micro, pequenas, médias e grandes empresas. Os dados têm margem de erro de 4% para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.
 
 
Fonte: Época Negócios