Sermasa Equipamentos Industriais

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
Carregando

COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • -148,52 (-0,13%)

  • 09/12/2019 19h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • -0,0076 (-0,1835%)

  • 09/12/2019 19h00
    Yahoo

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 4,85%

    R$ 68,74

  • 09/12/2019 19h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 2,48%

    R$ 2,0097/L

  • 09/12/2019 19h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 1,17%

    R$ 2,1721/L

  • 09/12/2019 19h00
    CEPEA

Em mês de disparada do dólar, gastos de brasileiros no exterior recuam 5%

 

Em  mês de disparada do dolar, gastos de brasileiros no exterior recuam 5%
 
Os gastos de brasileiros no exterior somaram US$ 1,309 bilhão em agosto deste ano, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (23) pelo Banco Central (BC).
 
Com isso, foi registrada uma queda de 5,3% frente ao mesmo período de 2018, quando as despesas lá fora somaram US$ 1,382 bilhão.
 
Também foi o menor valor, para meses de agosto, desde 2016 (US$ 1,292 bilhões), ou seja, em três anos, de acordo com a série histórica do BC.
 
Nos oito primeiros meses deste ano, as despesas de brasileiros em outros países somaram US$ 12,014 bilhões, com queda frente ao mesmo período do ano passado (US$ 12,686 bilhões).
 
Dólar dispara em agosto
A queda dos gastos de brasileiros lá fora aconteceu em um mês de forte alta do dólar.
 
Em agosto, por conta do crescimento de tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China, a moeda norte-americana registrou crescimento de 8,6% e terminou o mês em US$ 4,14. Nos oito primeiros meses de 2019, foi registrada uma alta de 6,90% no preço do dólar.
 
Com a alta do dólar, as viagens de brasileiros ao exterior ficam mais caras. Isso porque as passagens e as despesas com hotéis, por exemplo, são cotadas em moeda estrangeira. O papel moeda também fica mais oneroso.
 
Além da taxa de câmbio, o nível de atividade, que tem impacto no emprego e na renda do brasileiro, também é outro fator que influencia o nível de gastos no exterior.
 
Neste ano, a economia do país segue crescendo, embora em ritmo ainda fraco. A previsão dos economistas para 2019 é de uma alta de 0,8% no Produto Interno Bruto (PIB).
 
Gastos de estrangeiros no Brasil
Em agosto deste ano, informou o Banco Central, os estrangeiros gastaram US$ 464 milhões no Brasil, com queda frente ao patamar registrado no mesmo mês de 2018 (US$ 482 milhões).
 
Já nos oito primeiros meses de 2019, informou a instituição, as despesas de estrangeiros no Brasil totalizaram US$ 4,138 bilhões, contra US$ 4,140 bilhões no mesmo período do ano passado.
 
Para estimular o turismo no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro assinou no começo do ano um decreto para dispensar o visto de visita para turistas de Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão que viajarem ao Brasil.
 
 
Fonte: G1