Sermasa Equipamentos Industriais

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
Carregando

COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • A partir de 1:45PM BRT. Mercado aberto.

  • 25/06/2020 14h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • A partir de 6:00PM BST. Mercado aberto.

  • 25/06/2020 14h00
    Yahoo

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 1,45%

    R$ 75,68

  • 25/06/2020 14h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 0,83%

    R$ 1,6607/L

  • 25/06/2020 14h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 0,82%

    R$ 1,8762/L

  • 25/06/2020 14h00
    CEPEA

Ibovespa tem forte alta com possível desaceleração do coronavírus

 

 
 
 
Espanha e Itália apresentam redução do número de mortos; EUA vê início de estabilização.
 
O mercado financeiro começou a semana com o humor renovado, após o número de mortos pelo coronavírus nos principais focos da doença ter diminuído nos últimos dias. Com isso, o Ibovespa abriu em forte alta nesta segunda-feira, 6. Às 13h49  o principal índice da bolsa brasileira subia 7,44% e marcava 74.710,55 pontos.
 
Na Europa, continente em que o covid-19 fez a maior quantidade de vítimas fatais, os sinais de melhora começam a surgir, com os números de mortos reduzindo continuamente na Espanha e na Itália. 
 
Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump e seu vice, Mike Pence, disseram ver o início de uma estabilização da doença no país. No domingo, o estado de Nova York, novo epicentro da doença, apresentou redução no número de mortos em relação ao dia anterior. 
 
A melhora, mesmo que momentânea, dos dados serviu de gatilho para a valorização das bolsas mundo afora. Nos EUA, o índice S&P 500 disparava 4,4%, enquanto o Stoxx 600, na Europa, subia 3,54%.
 
Segundo Gabriel Ribeiro, analista da Necton Investimentos, o mercado já começa a trabalhar com a hipótese de o pico da doença estar perto ou já ter passado. “Mas ainda é um pouco cedo para conseguir afirmar isso. O números ainda podem piorar nos Estados Unidos.”
 
Apesar do tom otimista, o presidente Donald Trump, havia dito que esta e a próxima semana devem ser as mais difíceis no país. Nos EUA, já são 337.933 casos confirmados e 9.653 mortos, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.
 
No mercado interno, repercute a aprovação da PEC do orçamento de guerra, na sexta-feira, 3, que dá maior flexibilidade fiscal para o governo enfrentar o coronavírus e para o Banco Central comprar e vender títulos nos mercados secundários local e internacional. “Isso dá maior liquidez e segurança no mercado financeiro. Essa aprovação está ajudando a nossa bolsa a subir mais do que as outras”, disse Gabriel Ribeiro.
 
Fonte: EXAME