Sermasa Equipamentos Industriais

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro sobre vagas de emprego, informativos de mercado, opiniões e artigos técnicos.
Enviar
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.
Carregando

COTAÇÕES

BOVESPA

  • Variação

    Pontos

  • 15/06/2021 10h00
    Yahoo

DÓLAR COMERCIAL

  • Variação

    Valor

  • 15/06/2021 10h00
    Yahoo

AÇÚCAR CRISTAL

  • Variação

    Valor

  • 0,93%

    R$ 116,89

  • 15/06/2021 10h00
    CEPEA

ETANOL HIDRATADO

  • Variação

    Valor

  • 0,07%

    R$ 3,0004/L

  • 15/06/2021 10h00
    CEPEA

ETANOL ANIDRO

  • Variação

    Valor

  • 0,20%

    R$ 3,4448/L

  • 15/06/2021 10h00
    CEPEA

Mercado eleva projeção de inflação e vê Selic a 5,0% este ano

 

 
 
O Boletim Focus divulgada nesta segunda-feira pelo BC mostrou que os especialistas consultados veem agora a Selic a 5% ao final de 2021 e a 6,0% em 2022.
 
O mercado elevou suas projeções para a taxa básica de juros neste ano e no próximo depois de o Banco Central ter sinalizado novo aperto monetário em maio, ao mesmo tempo em que o cenário para a inflação voltou a piorar, chegando perto de 5% em 2021.
 
A pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira pelo BC mostrou que os especialistas consultados veem agora a Selic a 5% ao final de 2021 e a 6,0% em 2022 na mediana das projeções, de 4,50% e 5,50% respectivamente no levantamento anterior.
 
Na semana passada, o BC elevou a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual, para 2,75%, e disse que deve promover um novo aperto de igual magnitude em sua próxima reunião em maio, ressaltando uma piora nas projeções para a inflação, em meio às incertezas geradas pela pandemia.
 
Para a inflação, a perspectiva no Focus agora é de que o IPCA encerrará este ano com alta de 4,71%, de 4,60% antes. O centro da meta oficial para a inflação em 2021 é de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.
 
O aumento vem na esteira de uma alta esperada de 7,26% nos preços administrados, 1,11 ponto percentual a mais do que na semana anterior.
 
Para 2022, os especialistas consultados veem alta de 3,51% do IPCA, um ajuste de 0,01 ponto para cima e contra meta de 3,50%, também com margem de 1,5 ponto.
 
Para o Produto Interno Bruto (PIB), as estimativas de crescimento são agora de 3,22% e 2,39% em 2021 e 2022 respectivamente, de 3,23% e 2,39% antes.
 
Fonte; EXAME